SEJA BEM-VINDO(A). Hoje é

 

Untitled Document

Prisão de Reginaldo

 

 

Chefiava o grupo de defensores da Vila de Cassununga, o moço fugitivo cujos parentes tinham sido vítimas da chacina em Alcantilado, nos Garimpos das Pombas. O desejo de vingança do moço, premiado com a excelente oportunidade que se lhe apresentava, dominou-lhe totalmente a vontade, fazendo-o esquecer-se completamente das recomendações recebidas de Morbeck. Partiu e escolhendo um lugar estratégico, entrincheirou-se e esperou. Reginaldo e seus companheiros mal penetraram o alcantil e já receberam sucessivas descargas de balas, dispersando-se todos imediatamente. Reginaldo e seus companheiros fugiram e refugiaram-se no garimpo Chapadinha, onde foram presos no dia seguinte e levados à presença de Morbeck. Em seguida, numerosa caravana partiu para São Pedro, incumbida de aprisionar Chiquinho e seu bando de desordeiros, custasse o que custasse.

Chiquinho recusou a entregar-se e foi morto, mas o seu bando rendeu-se e foi preso e conduzido para Cassununga, sem maiores incidentes.


Aproximadamente 100 homens foram ao Chefe vitorioso, que energicamente dava ordens e impunha a sua autoridade.

Morbeck comunicou as prisões à Cuiabá e policiais vindos da Capital, conduziram para lá os principais acusados, inclusive Reginaldo de Melo.

Copyright © 2007 - Todos os direitos estão reservados a Milton Pessoa Morbeck Filho

Proibida a reprodução parcial e/ou total sem a indicação da fonte.

Desenvolvido por Francelio Alves da Silva